Soluções Inteligentes em Comunicação e Eventos
Agência Planeta oferece serviços de comunicação para sua empresa ou evento. Produzimos diversos materiais e assessoramos nossos clientes na sua identidade visual e no relacionamento à diferentes públicos.

A Prefeitura de Guarulhos realizará o Mutirão de Atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família para os moradores da região do Ponte Alta, neste sábado, dia 3, das 9 às 16 horas, no CEU Ponte Alta. Nesta segunda-feira, dia 26, equipes do Programa Busca Ativa, sob gestão da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, percorreram a avenida José Brumatti e outras ruas do bairro visitando comércios, residências, escolas do Jardim Ponte Alta para informar sobre o CadÚnico – Cadastro Único para Programas Sociais, Bolsa Família, entre outros programas sociais, e ainda para divulgar o mutirão.

O trabalho do Busca Ativa prossegue na região até sexta-feira, dia 2. O programa é uma ação de localização de famílias em situação de vulnerabilidade social, com renda per capita de até R$ 85,00 e que não possuem condições de ir até os órgãos de cadastramento. A iniciativa, coordenada pela Divisão Administrativa de Gestão do Programa Bolsa Família, contribui para a inclusão de famílias no CadÚnico e Bolsa Família.

Já o Mutirão de Atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família contará com participação da Secretaria de Trabalho, que irá emitir Carteiras de Trabalho, e do Instituto Embeleze, que disponibilizará gratuitamente cortes de cabelo, design de sobrancelhas e serviços de barbearia.

Serviço:

Mutirão de Atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família

Data: dia 3 de março (sábado), das 9 às 16 horas

Local: CEU Ponte Alta (rua Pernambuco, 836, Ponte Alta).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 2087-4251/4253/4262

Equipe do Busca Ativa no Ponte Alta1_Divulgação PMG
Imagem: Divulgação

A partir do próximo dia 5 (segunda-feira), a Prefeitura inicia o cadastramento e recadastramento do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal, para os idosos que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos nos Centros de Convivência do Idoso (CCI) Santa Mena e Gopoúva. A iniciativa, que é da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, juntamente com a Divisão de Gestão do Programa Bolsa Família, vai até o dia 16 na sede do programa Busca Ativa e CCI. A ação é necessária para informar ao Governo Federal quantos idosos participam deste serviço.

O Cadastro Único para Programas Sociais é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, ou de três salários mínimos no total. Dessa forma, o CadÚnico possibilita conhecer a realidade socioeconômica dessas famílias, trazendo informações de todo o núcleo familiar, das características do domicílio, das formas de acesso a serviços públicos essenciais e também dados de cada um dos componentes da família.

As famílias que tenham renda superior ao estabelecido anteriormente poderão ser cadastradas no Cadastro Único, desde que a inclusão esteja vinculada à seleção ou ao acompanhamento de programas sociais implementados em nível federal, estadual ou municipal, como o caso de muitos idosos que são aposentados ou pensionistas e frequentam o CCI.

Serviço:

CCI Gopoúva: rua Leopoldo Cunha 85, Gopoúva – ao lado do Hospital Padre Bento

Busca Ativa: av. João Bernardo de Medeiros 233, Jd. Bom Clima – estacionamento do Thomeozão.

Mais informações: Tel. 2087-4251/4253/4262

5682ICadastro_Unico_Divulgacao (1)

Imagem: Divulgação/PMG

A partir da próxima segunda-feira, dia 26, até o dia 2 de março, equipes do Programa Busca Ativa, sob gestão Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, visitarão a região do Jardim Ponte Alta para informar a população sobre o CadÚnico – Cadastro Único para Programas Sociais, Bolsa Família e outros programas sociais. Percorrendo ruas e visitando domicílios, das 9 às 13 horas, os agentes irão também divulgar o Mutirão de Atendimento do CadÚnico, que ocorrerá no dia 3 de março, das 9 às 16 horas, no CEU Ponte Alta.

O Busca Ativa é uma ação de localização de pessoas em situação de vulnerabilidade social, com renda per capita de até R$ 85,00, conforme diretrizes do Bolsa Família, e que não possuem condições de ir até os órgãos de cadastramento. A iniciativa, coordenada pela Divisão Administrativa de Gestão do Programa Bolsa Família, contribui para a inclusão de famílias no CadÚnico e Bolsa Família.

Serviço:

Busca Ativa no Jardim Ponte Alta – de 26 de fevereiro a 2 de março, das 9 às 13 horas

Mutirão de Atendimento do CadÚnico – dia 3 de março, das 9 às 16 horas, no CEU Ponte Alta (rua Pernambuco, 836, Ponte Alta).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 2087-4251/4253/4262

02_21_CadastramentoBolsa FamíliaPMG
Imagens: Divulgação/PMG

Guarulhos aumentou em 27% a condicionalidade da Saúde do Programa Bolsa Família, no segundo semestre de 2017, em relação ao primeiro semestre. Isto significa que o município avançou no monitoramento do calendário de vacinas, crescimento e desenvolvimento das crianças menores de sete anos, pré-natal de gestantes e acompanhamento de nutrizes. Este bom desempenho só foi possível porque cada vez mais as famílias têm se conscientizado da importância de cumprir as exigências para continuar recebendo o benefício, entre elas o de realizar o cuidado regular com a saúde, utilizando os serviços públicos. Em janeiro do ano passado, o índice de atendimento às condições era de 61,27%, fechando em dezembro com o percentual de 68,34%. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), na semana passada.

Guarulhos também superou o índice de grandes cidades da Grande São Paulo, como São Paulo (51,13%), Suzano (40,52%), Taboão da Serra (42,23%), Santo André (44,68%), Carapicuíba (61,34%), Barueri (64,34%), Mairiporã (47,77%), Mauá (61,87%), Mogi das Cruzes (47,81%), Ferraz de Vasconcelos (65,28%) e Itaquaquecetuba (58,06%). No segundo semestre de 2017, 23.150 famílias guarulhenses foram acompanhadas pela Secretaria da Saúde, sendo que, um ano antes (segundo semestre de 2016), eram 16.198 famílias, ou seja, houve um acréscimo de 6.952 famílias acompanhadas.

Para realizar o acompanhamento, as famílias devem informar na sua UBS de referência que são beneficiárias do programa. Crianças de 0 a 7 anos devem ser vacinadas, pesadas e medidas a fim de acompanhar o seu crescimento e desenvolvimento. Beneficiárias que tenham mulheres gestantes na composição familiar devem informar a gravidez e realizar o acompanhamento pré-natal nas UBS.

É importante que as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família mantenham sempre os cadastros atualizados, prestando as informações de maneira correta no momento da entrevista. A atualização cadastral deve acontecer todo ano.

Serviço:

Postos de atendimento do Cadastro Único:

CRAS Centro – av. Brigadeiro Faria Lima, 375, Cocaia, tel. 2087-4251/4253/4262

Tenda do Busca Ativa – av. João Bernardo de Medeiros, 233, Bom Clima – no estacionamento do Ginásio Poliesportivo Paschoal Thomeu

Os endereços das demais unidades do CRAS podem ser conferidos no site:http://www.guarulhos.sp.gov.br/pagina/centro-de-refer%C3%AAncia-da-assist%C3%AAncia-social-cras

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas

Pesagem para o Bolsa Família _Divulgação (1)

Em 2017, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social e da Divisão Administrativa de Gestão do Programa Bolsa Família, incluiu 19.170 novas famílias no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal. O dado superou em 27% o resultado de 2016, quando foram realizados 15.117 cadastros, ou seja, um acréscimo de 4.053 novos munícipes. Entre os cadastrados, 7.069 novas famílias em situação de vulnerabilidade foram inseridas no Programa Bolsa Família.

O Cadastro Único é um instrumento de identificação e caracterização socieconômica das famílias brasileiras de baixa renda, cuja renda mensal é igual ou inferior a meio salário mínimo por pessoa (per capita), ou que têm renda familiar mensal de até três salários mínimos. Ele é utilizado como a porta de entrada para a participação em programas sociais como Bolsa Família; BPC/LOAS (Benefício da Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social); Tarifa Social de Energia Elétrica, entre outros.

O Programa Bolsa Família atende as famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Ele utiliza o critério de limite de renda para definir esses dois patamares: famílias com renda de até R$ 85,00 mensais por pessoa e famílias com renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa, desde que tenham crianças ou adolescentes de zero a 17 anos.

Para ter direito ao BPC, tem que ser brasileiro, nato ou naturalizado, e, no caso de pessoas de nacionalidade portuguesa, comprovem residência no Brasil e renda por pessoa do grupo familiar inferior a um quarto do salário mínimo vigente, e ainda se encaixem em uma das seguintes condições: ter mais de 65 de idade; pessoa com deficiência de qualquer idade que apresenta impedimentos de longo prazo (prazo mínimo de dois anos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas).

A Tarifa Social de Energia Elétrica beneficia as famílias inscritas no CadÚnico nas seguintes situações: com renda de até meio salário mínimo por pessoa ou que tenham algum membro da família beneficiário do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC); com renda total de até três salários mínimos por mês que tenham, entre seus membros, pessoas em tratamento de saúde, que precisam usar continuamente aparelhos com elevado consumo de energia elétrica. Já as famílias indígenas e quilombolas com renda por pessoa de até meio salário terão direito ao desconto de 100% na conta de energia elétrica, até o limite de consumo de 50 kWh/mês.

Serviço:

Postos de atendimento do Cadastro Único:

CRAS Centro – av. Brigadeiro Faria Lima, 375, Cocaia, tel. 2087-4251/4253/4262

Tenda do Programa Busca Ativa – av. João Bernardo de Medeiros, 233, Bom Clima – no estacionamento do Ginásio Poliesportivo Paschoal Thomeo (Thomeozão)

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas

5682ICadastro_Unico_Divulgacao
Imagem: Divulgação

A Prefeitura realizou na segunda-feira (5), no Adamastor Centro, a primeira reunião sobre o programa Lixo Zero Guarulhos com multiplicadores que atuam junto aos jovens da cidade. Participaram educadores sociais do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), educadores ambientais do SAAE, universitários do Núcleo de Resíduos da Universidade Guarulhos (UNG) e jovens convidados.

O evento, organizado pelas divisões técnicas de Educação Ambiental e Mobilização Social da Secretaria de Serviços Públicos, contou com dinâmicas de integração e interação, apresentação do movimento nacional e internacional Juventude Lixo Zero, e foi finalizado com o chá com partilha, momento em que perguntas norteadoras dirigem a conversa com foco em economia circular no contexto do programa.

Diversas propostas de ação para despertar a importância da redução da geração de resíduos, bem como o descarte correto dos mesmos foram apresentadas, entre elas a realização de rodas de conversa, oficinas com reaproveitamento de materiais e conserto de eletro- eletrônicos, gincanas, feiras de trocas, e a realização do encontro Juventude Lixo Zero.

Outro assunto presente na pauta da reunião foi a possibilidade de geração de trabalho e renda para os jovens como, por exemplo, a criação de uma cooperativa para a beneficiar os resíduos coletados pelas cooperativas de catadores.

Jovens e profissionais interessados em participar das atividades do Lixo Zero Guarulhos, podem obter mais informações através do e-mail: lixozero@guarulhos.sp.gov.br

06_02_Aula Educativa Lixo Zero 026_foto Nícollas Ornelas
Fotos: Nicholas Ornelas / PMG

A procura pela Carteira do Idoso em Guarulhos aumentou 44% em 2017, em relação ao ano anterior. No ano passado, a Prefeitura, por meio da Central do Cadastro Único da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (SDAS) emitiu 1.395 Carteiras, enquanto em 2016 foram 970. A Carteira do Idoso garante que idosos acima de 60 anos e que não tenham como comprovar renda individual de até dois salários mínimos, tenham acesso gratuito ou desconto de no mínimo 50%, no valor das passagens interestaduais, conforme estabelecido no Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/03).

Para obter a Carteira, o idoso deve procurar o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de seu município e se inscrever no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). Ele receberá o Número de Identificação Social (NIS) e o CRAS poderá encaminhar a solicitação. Caso o idoso já tenha seus dados atualizados no Cadastro Único, o CRAS irá verificar o NIS existente e solicitará a Carteira no sistema.

A Carteira do Idoso traz informações de identificação do idoso, do município em que ele vive, o Número de Identificação Social (NIS), além da foto. O benefício da gratuidade ou de desconto no valor das passagens interestaduais aos idosos nos transportes rodoviário, ferroviário e aquaviário é um direito assegurado pelo Estatuto do Idoso de 2003. Atualmente, os idosos com comprovante de renda já têm acesso a descontos ou gratuidade em viagens interestaduais.

Mais informações podem ser obtidas em uma das unidades dos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), cujos endereços podem ser consultados no site: http://www.guarulhos.sp.gov.br/pagina/centro-de-referencia-da-assistencia-social-cras

Emissão da Carteira do Idoso cresceu 44% em 2017_Divulgação

Guarulhos superou o índice nacional, que é de 91,07%, de acompanhamento das condicionalidades da Educação dos inscritos no programa Bolsa Família em 2017, atingindo 92,11% de famílias beneficiárias do programa no município – 1,04% acima da marca nacional. O dado foi apresentado nesta quarta-feira, dia 17, pela Prefeitura, por meio da Divisão Administrativa de Gestão do Programa Bolsa Família, da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social.

O objetivo do acompanhamento escolar dos beneficiários do Bolsa Família é diagnosticar o desenvolvimento do aluno, verificando a freqüência às aulas e estimulando a progressão e a permanência de crianças e jovens na escola.

Para estarem em dia com o acompanhamento, as famílias devem manter atualizado o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) com o nome da unidade escolar em que a criança ou o adolescente está matriculado; ter no mínimo 85% de frequência para as crianças de 6 a 15 anos, e 75% para os adolescentes de 16 e 17 anos.

Importante lembrar que, em caso de mudança de endereço da família, a atualização do cadastro com o nome da escola é fundamental para que o benefício não seja cancelado por faltas.

volta-aulas_

Fotos: Márcio Lino / PMG

O índice de acompanhamento das condicionalidades de saúde do programa Bolsa Família em Guarulhos aumentou 20% em 2017, em relação ao segundo semestre de 2016, atingindo a marca de 61,27% de famílias acompanhadas no município no ano passado. Os dados são do Sistema Único de Saúde e foram divulgados nesta quarta-feira, dia 17 pela Prefeitura, por meio da Divisão Administrativa de Gestão do Programa Bolsa Família, da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social.

Esta marca é histórica e supera índices de outras cidades paulistas, como São Paulo (41,17%), Suzano (34,16%), Taboão da Serra (36,08%), Santo André (39,57%), Arujá (41,12%), Barueri (56,13%), Itapecerica da Serra (58,54%), Mairiporã (40,76%), Mauá (54,03%), Mogi das Cruzes (43,54%), Ferraz de Vasconcelos (57,33%) e Francisco Morato (59,74%).

No segundo semestre do ano passado, 21.036 famílias guarulhenses foram acompanhadas pela Secretaria da Saúde, sendo que, um ano antes (segundo semestre de 2016), esse número foi de apenas 16.198 -, ou seja, houve um crescimento de 4.838 famílias acompanhadas. Para o acompanhamento, as famílias devem informar na sua UBS de referência que são beneficiarias do programa Bolsa Família. Além disso, as crianças de 0 a 7 anos devem ser vacinadas, pesadas e medidas para checagem do crescimento e desenvolvimento. Já famílias compostas por gestantes, necessitam informar a gravidez e realizar o acompanhamento pré-natal nas unidades de saúde.

Vale destacar que algumas famílias não registram junto à Central do Cadastro Único a UBS de referência, e possuem informações de contato, como telefone e endereço erradas ou desatualizadas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), o que dificulta o contato e a localização. Desta forma, a Secretaria enfatiza a necessidade de as famílias estarem sempre com seus cadastros atualizados e prestarem as informações de maneira correta no momento da entrevista. A atualização cadastral deve ser realizada, preferencialmente, todos os anos.

Redação Guarulhosweb 17/01/2018 16:41
timthumb

O cadastramento de idosos que recebem o BPC/LOAS (Benefício da Prestação Continuada/ Lei Orgânica da Assistência Social) foi prorrogado até dezembro deste ano e deve ser realizado na Central do Cadastro Único/Bolsa Família, da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. O cadastramento é uma determinação legal e os que não fizerem poderão ter o benefício cancelado. Até o mês passado, 2.806 idosos já haviam se cadastrado em Guarulhos.

O BPC/LOAS é uma ajuda mensal equivalente a um salário mínimo que o INSS proporciona a idosos com 65 anos ou mais, e às pessoas com deficiência e incapacitadas para o trabalho.

O cadastramento pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nos seguintes locais: Central do Cadastro Único (avenida Brigadeiro Faria Lima, 375, Cocaia) ou Tenda do Busca Ativa (avenida João Bernardo de Medeiros, 233, Jd. Bom Clima – estacionamento do Ginásio Thomeuzão).

Serviço:

Cadastramento de idosos beneficiários de BPC/LOAS

Locais: Central do Cadastro Único (avenida Brigadeiro Faria Lima, 375, Cocaia)

Tenda do Busca Ativa (avenida João Bernardo de Medeiros, 233, Jd. Bom Clima – estacionamento do Ginásio Thomeuzão)

Mais informações: 2087- 4251/4253/4262

recadastramento Bolsa Família e CadÚnico _Divulgação PMG_1

Últimas Notícias


Mutirão de Atendimento do CadÚnico e Bolsa Família no CEU Ponte Alta é sábado


Equipe do Busca Ativa no Ponte Alta1_Divulgação PMG

A Prefeitura de Guarulhos realizará o Mutirão de Atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família para os moradores da região do Ponte Alta, neste sábado, dia 3, das 9 às 16 horas, no CEU Ponte Alta. Nesta segunda-feira, dia 26, equipes do Programa Busca Ativa, sob gestão da…

CadÚnico cadastra usuários dos Centros de Convivência do Idoso de 5 a 16 de março


5682ICadastro_Unico_Divulgacao (1)

A partir do próximo dia 5 (segunda-feira), a Prefeitura inicia o cadastramento e recadastramento do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal, para os idosos que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos nos Centros de Convivência do Idoso (CCI) Santa Mena e Gopoúva. A…

Programa Busca Ativa realiza ação na região do Jd. Ponte Alta


02_21_CadastramentoBolsa FamíliaPMG

A partir da próxima segunda-feira, dia 26, até o dia 2 de março, equipes do Programa Busca Ativa, sob gestão Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, visitarão a região do Jardim Ponte Alta para informar a população sobre o CadÚnico – Cadastro Único para Programas Sociais,…